Estudo dos EUA diz que limpeza demais pode fazer mal à saúde


Um estudo de pesquisadores americanos confirmou algo de que muitos pais já ouviram falar. Os recém-nascidos não precisam ser mantidos em um ambiente 100% esterilizado.

Limpeza demais pode fazer mal a saúde. Não que o seu filho vá viver na sujeira, mas deixá-lo exposto a alguns micróbios pode fazer bem no futuro.

Pesquisadores da Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, criaram camundongos em gaiolas esterilizadas, com comida livre de germes, e constataram que os bichos apresentaram mais risco de desenvolver doenças inflamatórias nos pulmões e no intestino. De acordo com os cientistas, isso aconteceu porque, longe dos micróbios, sem ter o que combater, o número de células de defesa criadas pelo organismo aumentou muito. E uma quantidade tão grande dessas células, em vez de proteger o organismo, acabou provocando um desequilíbrio no sistema imunológico. Esse desequilíbrio gerou inflamações.

É por isso que crianças criadas no campo têm menos doenças inflamatórias, explicam os cientistas. E não adianta ter contato com os "micróbios do bem” depois de mais velho. É a exposição nos primeiros meses de vida que ajuda a equilibrar essa parte do sistema imunológico.

Em camundongos com idade um pouco mais avançada a experiência não deu certo. A tal vitamina "s", "s" de sujeira, funcionou, mesmo, somente para os mais novos.

Fonte: Jornal Nacional


Nenhum comentário

Encontrou algum erro na postagem acima? Comunique-nos deixando um comentário. A equipe do Porta E7 agradece.

Tecnologia do Blogger.