Pacientes paralisados recuperam sensibilidade após injeção de células-tronco


De acordo com uma notícia publicada pelo site New Scientist, pesquisadores do laboratório STEM CELLS, dos Estados Unidos, conseguiram desenvolver um novo procedimento através do qual células-tronco são injetadas diretamente nas medulas espinhais de pacientes paralisados.

Os experimentos — realizados com apenas 3 pacientes de momento — foram conduzidos em indivíduos parcialmente paralisados e que não apresentavam nenhuma sensação da região dos mamilos para baixo, os quais receberam injeções contendo 20 milhões de células-tronco neurais.

Segundo a publicação, seis meses após receberem as doses, dois dos indivíduos já conseguem perceber sensações de toque e calor até a altura do umbigo e, apesar de parecer pouco, os pesquisadores afirmam que se trata de um enorme e inesperado progresso para esse tipo de paciente.

Embora os cientistas ainda não saibam exatamente como as células-tronco agem na restauração da sensibilidade em pacientes paralisados, eles acreditam que essas estruturas podem ajudar a restabelecer nervos danificados ou até mesmo fazer com que os nervos existentes funcionem de maneira mais eficiente.

As células utilizadas no experimento foram obtidas através de doações de tecidos cerebrais provenientes de fetos humanos, e os pacientes receberam doses de drogas imunossupressoras para reduzir os riscos de rejeição.

Os pesquisadores acreditam que ainda é cedo demais para afirmar que esse tipo de tratamento poderá, sozinho, fazer com que pacientes paralisados se recuperem. Contudo, os resultados preliminares apontam para a possibilidade de combinar diversas técnicas para que, um dia, a paralisia se torne apenas temporária.

Fonte: Tecmundo

Nenhum comentário

Encontrou algum erro na postagem acima? Comunique-nos deixando um comentário. A equipe do Porta E7 agradece.

Tecnologia do Blogger.