Acalmar-se, organizar-se, alimentar-se: 3 regras do Enem


Neste fim de semana, quase 6 milhões de estudantes realizam o Enem, a maioria deles de olho em uma vaga no ensino superior. A ansiedade é normal, mas vale a pena adotar pequenas medidas para controlar esse sentimento e evitar prejuízos ao desempenho.

VEJA.com ouviu o psicólogo Alexandre Maia, autor do livro Preparo Emocional para Passar em Provas e Concursos, a professora Alessandra Venturi, coordenadora pedagógica do Cursinho da Poli, e a nutricionista Patrícia Frenhani, professora da PUC/Campinas. Eles ensinam algumas medidas que podem ser adotadas com essa finalidade. Confira na lista a seguir:

Três orientações para os dois dias do Enem:

1. Procure manter a calma

Orientações do psicólogo Alexandre Maia para manter a tranquilidade na véspera e no dia da prova:
1. Relaxe
Os participantes do Enem são atletas do estudo. E, na véspera de uma maratona, nenhum atleta deve correr 40 quilômetros. Isso quer dizer que, na véspera do Enem, o estudante deve se poupar. Ou seja, não estude. Na sexta-feira, faça apenas atividades leves e prazerosas, como assistir a um filme ou passear no parque. Esta é uma forma de evitar os "brancos" na hora do exame. A mente descansada garante acesso mais fácil à memória.

2. Comece a prova pelo conteúdo que você domina
Em geral, o pico de ansiedade nos candidatos acontece nos 20 minutos iniciais do exame. Dessa forma, é preferível começar a avaliação pelas disciplinas que você conhece melhor.

3. Faça breves intervalos
O Enem é uma prova extensa. Ainda assim, é importante fazer pequenas pausas a cada hora para controlar o stress, espantar a preguiça e manter o foco no exame. Espreguiçar-se e respirar lentamente ajudam.


2. Prefira alimentos leves

A nutricionista Patricia Frenhani indica a alimentação ideal para o fim de semana do Enem:

1. Fuja de comidas gordurosas
É importante dosar a quantidade de comida ingerida nos dois dias de prova para que ela não pese no estômago. No almoço, o estudante pode optar por uma pequena porção de arroz integral com feijão e um filé de peixe ou frango grelhado, salada e legumes. Alimentos ricos em gordura, como hambúrguer, devem ser evitados. A carne demora a fazer digestão e deixa o estudante sonolento.

2. Leve lanchinhos para a sala de prova
Ficar mais de três horas sem comer prejudica o raciocínio e pode causar tonturas. Para não perder tempo durante a resolução das questões, leve alimentos práticos, tais como barras de cereais, frutas, nozes, castanhas e pistache. Não descuide da hidratação e prepare garrafas de água, água de coco ou sucos. Chocolates são boas fontes de energia. Contudo, se estiver muito calor, é melhor evitá-los. Salgadinhos e refrigerantes estão descartados.

3. Faça um jantar saudável
Os cuidados com a alimentação devem se mantidos por todo o fim de semana do Enem. Após a prova do sábado, é fundamental fazer um jantar saudável. A regra é ingerir alimentos com os quais você está acostumado e, assim, diminuir riscos de imprevistos no domingo – segundo dia de avaliação. O jantar deve seguir o mesmo princípio do almoço. Uma massa integral pode ser uma boa substituição.


3. Administre bem o tempo

A coordenadora pedagógica do Cursinho da Poli, Alessandra Venturi, dá orientações para a prova:

1. Chegue cedo
Programe-se para chegar ao local da prova com uma hora de antecedência. O tempo extra é necessário para o caso de trânsito ou eventuais incidentes pelo caminho, como bloqueio de uma via. "Ao chegar no local da prova, vá até a sala onde você fará o exame, veja a cadeira em que vai se sentar e a distância para banheiros e bebedouros", diz Alessandra.

2. Deixe apostilas e livros em casa
Não caia na tentação de estudar antes da prova. "Nos dias do Enem, deve-se ler, no máximo, o jornal pela manhã", adverte Alessandra. O melhor a fazer é deixar apostilas e livros em casa. Antes do exame começar, gaste o tempo andando e conhecendo o espaço, meditando ou ouvindo uma música calma.

3. Administre o tempo
Um dos segredos para uma boa prova é a administração do tempo. Pequenos detalhes fazem a diferença:
- não sabe a questão? Passe para outra. Não perca mais de quatro minutos tentando resolver um único item
- utilize o tempo máximo permitido. Se tiver acabado a prova, reveja as questões em que está com dúvida
- reserve alguns minutos para o preenchimento do cartão de respostas. Lembre-se: rasuras anulam a questão

4. Deixe a redação para o final
No segundo dia do Enem, a recomendação é resolver primeiro as questões objetivas para depois escrever a redação. "Como os enunciados do Enem são extensos, às vezes, algumas questões trazem conceitos que ajudarão no entendimento da proposta e desenvolvimento do texto", explica a professora.


Fonte

Nenhum comentário

Encontrou algum erro na postagem acima? Comunique-nos deixando um comentário. A equipe do Porta E7 agradece.

Tecnologia do Blogger.