Cigarro: um perigo para seu cão

Ser fumante ativo ou passivo é prejudicial à nossa saúde, agora pensem em nossos pets. Além de não saberem o que estão inalando eles podem acarretar problemas de saúde nos quais, digamos, são silenciosos.

Os problemas que os animais podem desenvolver por estar em convívio com fumantes são: bronquite alérgica, dermatológica, problemas respiratórios e porque não dizer o câncer. Há profissionais da área que até afirmam que pode haver coceiras, lesões na pele e córneas.

Sou dona de uma maltês Vitória, 5 anos, costumo junto com o meu namorado fumar no escritório ou próximo a sacada, mas vale lembrar que nem por isso as doenças acima citadas possam ser evitadas. Percebo que a minha “filha” anda com alguns problemas sérios de respiração. Principalmente quando chego em casa, se antes era uma festa, hoje continua-se a festa com um pequeno adendo: uma falta de ar incontrolável.

Isso não significa que se você é fumante e seu ‘pet’ não apresenta nenhum sintoma ele está livre desse mal, pois já como sabemos ‘se não somos ativos, somos passivos da fumaça tóxica da nicotina’ e lembramos que é preciso leva-lo a uma clínica veterinária e verificar se necessita de exames (check-up), junto ao profissional, sendo que o correto é a cada seis meses para os jovens e um ano para os considerados adultos.
Créditos

Nenhum comentário

Encontrou algum erro na postagem acima? Comunique-nos deixando um comentário. A equipe do Porta E7 agradece.

Tecnologia do Blogger.