Rússia desenvolve submarino movido a hidrogênio

A marinha russa se prepara para testar um submarino de guerra com propulsão elétrica gerada em células de combustível de hidrogênio. Usando o gás mais abundante do universo como combustível, o B-90 Sarov apresenta uma vantagem estratégica relevante perante submarinos convencionais, que dependem de motores a diesel para gerar eletricidade.


Submarinos diesel-elétricos precisam emergir de tempos em tempos para acionar os motores, que dependem do ar atmosférico para funcionar. Somente assim é possível recarregar as baterias que alimentam os motores e sistemas da embarcação quando submersa.

O B-90 Sarov, ao usar hidrogênio, dispensa a necessidade de emergir para recarregar a energia e passa a oferecer o mesmo tipo de autonomia que um submarino nuclear, quando submerso. Outra vantagem do sistema é reduzir a emissão de ruído da embarcação, já que ela não possui pesados e barulhentos motores diesel funcionando em intervalos regulares. Ruídos são a grande questão estratégica que envolve o projeto e determina a eficiência de um submarino num cenário de conflito.

O B-90 Sarov é uma embarcação de testes da marinha e deverá navegar ainda em 2012. Além dos testes da nova tecnologia de propulsão para submarinos não-nucleares, já usada com sucesso em modelos alemães, o B-90 fará também testes de novos armamentos.


Créditos

Nenhum comentário

Encontrou algum erro na postagem acima? Comunique-nos deixando um comentário. A equipe do Porta E7 agradece.

Tecnologia do Blogger.