Câncer de intestino e cólon está diretamente ligado à alimentação

Pesquisas feitas no Hospital A.C. Camargo , em São Paulo, mostram que o câncer de intestino e cólon está diretamente ligado à alimentação. Comer de forma errada pode ser pior até do que fumar.

A carne vermelha é um dos vilões da boa dieta. Em grande quantidade, o alimento é um perigo, que pode ficar pior dependendo do preparo. O malefício vem de substâncias que existem naturalmente nos alimentos e que, conforme o preparo, podem se tornar mais tóxicas.

Quando preparada em altas temperaturas, a carne libera nitratos e nitritos em maior quantidade. A carne grelhada diretamente na chama do fogo faz com que a gordura e o sangue que caem na brasa produzam uma fumaça com grande número de substâncias tóxicas, que vão aderir ao alimento.

Dentro do organismo, os nitratos e nitritos entram em contato com a parede do intestino e causam lesões que podem provocar o câncer. Quanto mais tempo essas substâncias ficam no intestino, mais lesões provocam.


Por isso, é importante comer frutas e verduras que estimulem o funcionamento do intestino. Esses alimentos fazem com que as substâncias cancerígenas saiam mais depressa do corpo. “O que a gente sabe é que quando é ingerido um agente cancerígeno, como esses que a gente possui na carne, quanto maior tempo ele ficar em contato com o intestino, maior a chance de o indivíduo desenvolver um tipo de tumor”, explica Ariana Ferrari, nutricionista especialista em oncologia.


Jornal Hoje - Rede Globo

Nenhum comentário

Encontrou algum erro na postagem acima? Comunique-nos deixando um comentário. A equipe do Porta E7 agradece.

Tecnologia do Blogger.