Os cuidados que os gatos precisam


Normalmente os gatos dormem a maior parte do tempo e vivem ronronando pelos cantos. Mas nada disso quer dizer que não estejam nem aí para você. Ao contrário: eles adoram receber atenção.

"É claro que o gato se comporta de um jeito completamente diferente de um cachorro, que não perde uma boa farra", admite a veterinária Mirela Tinucci Costa. "Mas, a seu modo, ele também é muito apegado ao dono. Algumas raças manifestam esse afeto fazendo manha, como o persa. Outras são cheias de energia, como o siamês."

Não importa a raça, porém, todo gato adora a oportunidade de tirar uma bela soneca. Na verdade dorme até 18 das 24 horas do dia. "A vantagem é que, por instinto, aproveita para fazer isso quando a casa está vazia. Ou seja, dorme enquanto o dono está fora", diz Mirela. Assim, o bichano não reclama de solidão. E o dono quase sempre o encontra cheio de disposição para afagos e colo.

"Diferentemente do que ocorre com o cão, você não tem domínio sobre a rotina do gato", diz Nilton Abreu Zanco, especialista em bem-estar animal. "Mas, esperto, ele se adapta aos horários da casa." O felino também dispensa passeios diários. Ele precisa é de outros cuidados, como verá a seguir.

Higiene
Você não precisa ensinar um gatinho onde fazer cocô nem xixi. Por instinto, ele irá direto para a caixa de areia e, depois, enterrará a sujeira. Nem por isso sua casa ficará livre de odores desagradáveis, isto é, se você não mantiver a caixa limpa.

Alimentação
A ração deve ser específica para gatos e ficar sempre à disposição dele. E saiba: aquele pratinho de leite das histórias infantis pode ser dispensado. Até porque alguns gatos não digerem bem esse alimento e ficam, isso sim, com uma baita diarreia  Água, por sua vez, deve ser oferecida em abundância e em recipientes largos. Gatos odeiam encostar o bigode nas laterais da vasilha!

Vacinas
Como todo animal de estimação, o gato não deve perder as consultas periódicas ao veterinário, muito menos ficar com a vacinação em atraso.

Aqui está uma série de dicas para quem nunca teve um gato e quer manter seu novo companheiro saudável

· Gatos lixam as unhas, especialmente se não estiverem bem aparadas. E para isso arranham pés de sofá, de mesa... Você evitará estragos na mobília se deixar por perto um pedaço de tronco ou arranhadores especiais, vendidos em pet shops.

· Evite grandes mudanças - de decoração ou de endereço. O gato é territorialista por natureza e reage mal quando seu ambiente é totalmente modificado.

· Ele se esconde nos locais mais inusitados. Assim, não leve um susto se um dia encontrá-lo em gavetas, sob a sua cama ou em cima do guarda-roupa - até porque ele gosta de vigiar o dono de locais altos.

· Você pode impedir as escapadas noturnas instalando telas nas janelas ou castrando o bichano - aí, ele não irá buscar parceiros nas ruas.

· Nunca faça comparações com o cachorro. Cada um com seu temperamento.


Nenhum comentário

Encontrou algum erro na postagem acima? Comunique-nos deixando um comentário. A equipe do Porta E7 agradece.

Tecnologia do Blogger.