Séries: Sai de Baixo


Sai de Baixo é uma série de humor brasileira criada por Luis Gustavo e Daniel Filho, exibida nas noites de domingo pela Rede Globo entre 31 de março de 1996 e 31 de março de 2002.

Com episódios escritos por Miguel Falabella, Rosana Hermann, Maria Carmem Barbosa e Euclydes Marinho, entre outros roteiristas, o programa foi um sucesso de crítica e audiência, mas, apesar de conquistar um público fiel, foi cancelado em 2001 pela Globo, que decidiu investir no então crescente mercado de reality shows.


Formato 

Sai de Baixo fez muito sucesso em seu início por se diferenciar dos demais humorísticos em exibição no Brasil. O formato do programa era diferente também das sitcoms norte-americanas, no sentido de que era bastante informal; por ser gravado em um teatro de São Paulo, o Procópio Ferreira, estimulava assim a interação com o público. Os atores frequentemente interagiam com a platéia, esqueciam as falas ou riam de situações que estavam interpretando. Cada episódio era gravado duas vezes, e na edição do humorístico eram misturadas as melhores imagens de cada gravação. Muitos dos erros eram editados e não apareciam no final, mas se fosse uma situação que desse graça à história, poderia ir ao ar daquela forma.

Luis Gustavo (Vavá) encarnava um chefe de família desastrado, Miguel Falabella (Caco Antibes) um genro vagabundo, Marisa Orth (Magda) o estereótipo da mulher fútil e mal-casada, Aracy Balabanian (Cassandra), mãe de Magda, uma ex-grã-fina que não deixou para trás seu antigo estilo de vida, Claudia Jimenez (Edileuza) a empregada doméstica folgada e desbocada e Tom Cavalcante (Ribamar) porteiro do prédio que se aproveita de seu chefe, o síndico Vavá.

O palco era a sala de estar de um apartamento, no qual havia um sofá, uma mesa próxima à cozinha, uma vista da região central de São Paulo, e portas que davam para fora ou para os quartos. Da sala de estar, os personagens poderiam sair por portas e passagens, supostamente para o corredor do prédio, o banheiro, a cozinha, e um hall para os quartos (o de Vavá, o de cassandra e o de Caco e Magda), sendo que esses lugares nunca eram mostrados. Em 1997, a cozinha começou a aparecer no cenário, porém no ano seguinte deixou de ser mostrada. Em 2000, oito episódios foram filmados num café ficcional chamado Arouche's Place, mas a mudança não foi bem aceita pela audiência, sete episódios foram ao ar (apenas um ficou engavetado) e, logo depois, o cenário voltou a ser o apartamento.

No final de cada episódio as cortinas do palco se fechavam, como numa peça de teatro. Elas então abriam de novo, quando o elenco poderia ser ovacionado pela platéia.

Apenas um episódio foi apresentado ao vivo, Toma que o Filme é Teu, em 1998. Como não havia maneira de editar erros, os atores tentaram improvisar ao mínimo, evitando também usar palavras chulas. Foi tratado como um evento de gala pela emissora, que convidou uma audiência VIP para o show.

Em 2001, a Rede Globo decidiu encerrar a produção de Sai de Baixo, por considerar sua fórmula repetitiva e desgastada. Para tristeza de parte do elenco, em especial seu idealizador, Luis Gustavo, o último episódio do humorístico foi gravado em 18 de dezembro de 2001 e exibido em março do ano seguinte.

A série teve 7 temporadas e 244 episódios gravados.


Enredo

Caco Antibes e a esposa Magda viviam numa mansão nos Jardins, gozando de todo o luxo de uma vida rica. Cassandra, mãe de Magda, foi morar com eles depois da morte de seu marido, o Brigadeiro Salão. Até que um dia, a Receita Federal fez uma auditoria nas contas pessoais de Caco, descobrindo inúmeras maracutaias e falcatruas. Com isso, Caco foi despejado da mansão junto com a esposa e a sogra, tendo todos os seus bens confiscados. Resumindo: ficou na mais completa miséria. Por isso, os três se viram sem opção a não ser procurar moradia no apartamento do irmão de Cassandra, Vanderlei Mathias, mais conhecido como Vavá, no Largo do Arouche. Mas Vavá não gosta da ideia, uma vez que considera sua família desabrigada um "bando de loucos irresponsáveis". No entanto, obrigado moralmente (e legalmente, já que Cassandra também é dona do apartamento - ela e o irmão o herdaram do pai deles) a recebê-los, Vavá, sua empregada e fiel escudeira Edileuza e o namorado desta, o porteiro Ribamar, fazem de tudo para tornar a vida de seus hóspedes indesejáveis um inferno.

No entanto, quem passa a viver um inferno é Vavá, pois sua família não tem o menor problema em se recusar a ajudar nas despesas da casa procurando emprego. Ao contrário, para evitar o trabalho, o malandro Caco sempre surge com ideias mirabolantes de ganhar dinheiro fácil, seja de que maneira for, enquanto vive às turras com a sogra Cassandra e aturando as burrices da esposa Magda.


Personagens

Cassandra (Aracy Balabanian) — A irmã mais velha de Vavá. Mãe de Magda e sogra de Caco Antibes.

Vavá (Luis Gustavo) — Vanderley Mathias, mais conhecido como Vavá, é o síndico do Arouche Towers, em São Paulo, e dono de uma companhia de turismo chamada VavaTur. Após a morte do Brigadeiro Salão, sua irmã, Cassandra, passou a viver no apartamento de Vavá, junto com Caco Antibes e sua esposa, Magda.

Caco Antibes (Miguel Falabella) — Antes um membro da rica sociedade em São Paulo, Caco Antibes foi vítima de uma auditoria da Receita Federal que descobriu um número ilimitado de maracutaias e falcatruas, algumas delas envolvendo políticos influentes. Com isso, Caco e sua esposa, Magda, foram despejados de sua mansão junto com a sogra, indo morar no apartamento de Vavá.

Magda (Marisa Orth) — Magda Salão Antibes é um perfeito exemplo de analfabetismo adulto: sempre errou nos ditados e nomes, age de uma forma infantil e entojada e é um aborrecimento na cabeça de seu marido, Caco Antibes.

Edileuza (Cláudia Jimenez) — A empregada do apartamento de Vavá. Além de criada da casa, é grande amiga, confidente e escudeira do patrão. É praticamente a única pessoa em quem ele tem certeza que pode confiar no apartamento. Depois que os parentes indesejáveis passam a ocupar o domicílio, Edileuza vira uma vítima frequente das implicâncias de Cassandra, que se considera tão patroa dela quanto Vavá.

Ribamar (Tom Cavalcante) — O porteiro do prédio. Bonachão, tem um comportamento e trejeitos esquisitos. A razão é que sofreu um grave acidente enquanto andava de bicicleta e ficou mais de uma semana em coma, até que um médico alemão colocou uma placa de platina na cabeça dele. Mas a placa é energizada, e capta ondas de rádio, televisão e telefone, o que leva Ribamar a personificar vozes de locutores, de atores, de propagandas e coisas do tipo. Costuma também cortejar Edileuza de várias maneiras, pois ele tem estima e atração por ela.

Lucinete (Ilana Kaplan) — Empregada do apartamento de Vavá a partir da segunda temporada. Participou de apenas quatro episódios do programa.

Neide Aparecida (Márcia Cabrita) — Empregada do apartamento de Vavá a partir da segunda temporada. Era namorada de Ribamar. Deixou o programa na quinta temporada, grávida.

Sirene (Cláudia Rodrigues) — Empregada de Vavá a partir do final da quinta temporada.

Pereira (Ary Fontoura) — Dono do restaurante Arouche's Place. Casou-se com Cassandra. É um tremendo sovina. Aparece apenas na quinta temporada.

Ataíde (Luiz Carlos Tourinho) — Puxa-saco de Pereira na quinta temporada e porteiro do prédio a partir da sexta temporada. Entrou no programa para ocupar o espaço deixado pela saída de Ribamar.

Caco Jr. (Lucas Hornos) — Filho de Caco e Magda. Participou apenas da quarta e da quinta temporada.


Créditos

Nenhum comentário

Encontrou algum erro na postagem acima? Comunique-nos deixando um comentário. A equipe do Porta E7 agradece.

Tecnologia do Blogger.