Expressões Paraenses


Hoje o Portal E7 preparou um lisa de expressões usadas pelos habitantes do estado do Pará localizado na região norte do Brasil. Confira:

Ai papai: é dito a alguém que está em situação difícil, significa a mesma coisa de "tá ferrado".
Aplica na jugular ou Aplica na mente: é dito quando alguém conta uma história difícil de acreditar, provavelmente mentira.
Arreda aí ou Te arreda: afasta, chegue um pouco pra lá.
Au vaiêê: usado pelos empinadores de pipas/papagaios quando a pipa esta caindo depois de ser cortada no laço.
Axí credo: expressão de desdém quando você não gosta de alguma coisa.
Baita: algo legal, bacana.
Bem não: interjeição que indica surpresa.
Bora logo: vamos, se apresse.
Borimbora: abreviação de “"vamos em boa hora".
Boró: dinheiro trocado.
Capa o gato: vá embora, saia daqui.
Carambela: cambalhota.
Carapanã: mosquito, pernilongo, borrachudo.
Dá teus pulos: Se vira, resolva seus problemas.
Dando passamento: mal estar causado por estômago vazio, fome.
Dar uma forra: dar a contrapartida; retribuir um favor prestado a alguém.
Dar na peça: manter relação sexual, transar.
Deu bug: deu defeito, quebrou.
Deu prego: quebrou, enguiçou.
Di rocha: quer dizer o mesmo que "de verdade", "pra valer", "com certeza", "pode crê".
Discai penoso: usado pelos empinadores de pipas/papagaios para o adversário soltar maior quantidade de linha durante o laço.
Êêêê: usado em tom irônico para desdenhar algo de maneira desconfiada. O mesmo que "tá brincado?!”, "mentira!".
Ébe ou Eras: usado do mesmo modo que "Égua" ou "Caramba".
E-g-u-á: Dito com mais ênfase e pausadamente, é diferente de égua, quer dizer "poxa vida!", "caramba!"
Égua: expressão de admiração, insatisfação, raiva, alegria, espanto, tristeza…enfim, é usada em 99% das frases ditas pelo paraense.
Égua não: expressão de decepção com algo. O mesmo que "não acredito numa coisa dessas!".
Eras de ti: Diz-se para alguém quando se está chateado.
Esmigalhar: amaçar, desmanchar.
Espia: olha, observe.
Espoca fora: vá embora, saia daqui.
Espoquei de rir: caí na gargalhada, ri bastante.
Estar na pedra: não ter nenhuma relação sexual por um longo tempo.
Eu choro: algo como "tô nem ai", "se vira".
Eu heim: eu não, tô fora.
Filho duma égua: o mesmo que filho da mãe.
Fiquei de butuca: o mesmo que ficar de espreita, escondido.
Frescando: fazendo graça; se exibindo.
Fulano ou Sicrano: como se chama para a pessoa que não se sabe o nome.
Humm tá: o mesmo que "até parece"; “me engana que eu gosto"; significa desdém em tom de ironia.
Hum, tá cheiroso: "hum… Tá bom, gatinho, tá bom lindo, tá bom, bonito.." é uma forma de ironia, algo como "conta outra".
Já me vu: tchau, até logo.
Já queres: diz-se a uma pessoa quando a mesma está interessada em alguém ou alguma coisa.
Lá na caixa prego: lá longe, em um lugar muito distante.
Lá no canto: lá na esquina.
Lá onde o vento faz a curva: se refere à um lugar muito longe.
Levar uma pisa: levar uma surra, apanhar da mãe ou do pai.
Levou o farelo: se deu mal, se ferrou, ou morreu.
Levou uma mijada: foi chamado atenção, levou um esporro, um sermão, uma bronca.
Maluvido: menino desobediente, menino que não escuta os mais velhos.
Mas como então: Não entendi, me explique, por favor.
Mas quando: "ta brincando?!"; expressão negativa, dita quando se discorda de algo. Pode significar desdém, subestimação ou contrariedade de uma afirmação.
Me erra: pra cima de mim não, vai enganar outro!
Merda n'água: o mesmo que "maria vai com as outras".
Muito firme: o mesmo que "muito bom!", "ótimo", "excelente".
Muito palha: muito ruim, devagar, fraco.
Na mão: usado pelos empinadores de pipas/papagaios quando a pipa está caindo com uma boa quantidade de linha.
Nem te conto: Tenho uma novidade para te contar.
Nó cego: pessoa com má conduta, traquina, pouco confiável.
Olha que o pau te acha: tome cuidado pois você pode se dar mal!
Ovada: grávida.
Pai d’égua: muito bom, beleza, ótimo, excelente, legal.
Papudinho: cachaceiro, beberrão, alcólatra.
Pegar o beco: sair, ir embora.
Pendura: usado pelos empinadores de pipas/papagaios quando entra no laço por baixo, aparando a pipa do adversário.
Peraí: aglutinação de "espera aí"
Pior: o mesmo que "é verdade!"
Pira paz não quero mais: o mesmo "parei!"; "desisto", "não faço mais isso!".
Putistanga: sinônimo de "égua", quer dizer "poxa vida".
Que só: ideia de muito, tem a função de dar ênfase à uma expressão.
Rasga: o mesmo que, "sai fora", "vá embora".
Ralhar: brigar.
Revira ele: usado pelos empinadores de pipas/papagaios quando entra no laço por cima, cobrindo a pipa do adversário.
Sacrabala: apelido do ônibus "Sacramenta Nazaré", que corre feito bala.
Sem termo: dito da pessoa que não tem bons modos, que não sabe se comportar.
Só alopração: só apelação.
Só no vácuo: Diz-se da pessoa abusada que sempre se aproveita das situações.
Só o creme mano: coisa muito boa, melhor parte, uma seleção do que existe de melhor.
Só te digo vai: expressão usada pelas mães para repreender os filhos quando estes não querem obedecer.
Sumano: compadre, amigo, companheiro.
Tá asilado: Diz-se da pessoa que já está há muito tempo sem manter relações sexuais.
Tá pagando: está boquiaberto, impressionado.
Tá ralado: tá difícil, tá complicado; expressão usada para expressar que algo está difícil de ser realizado.
Tá safo: tá certo, tá beleza.
Tá selado: tá tudo certo, tá confirmado.
Tá vindo um pau d’água: ta vindo uma chuva forte, uma tempestade.
Te abicora: expressão usada pelos jogadores de peteca (como chamamos a bola de gude) para definir uma posição que dificulte a "tecada" do próximo jogador.
Te acoca: se abaixe.
Te aquieta: fique quieto.
Té doidé!?: diz-se de algo muito absurdo. O mesmo que "fala sério!".
Te orienta: comporte-se, observe seus atos.
Te sai: saia de perto de mim, saia do meu pé, cai fora!
Te vira, tu não é jabuti: Resolva seus problemas, você é capaz! Só o jabuti quando fica com o casco para cima, não consegue se desvirar sozinho.
Teba: grande.
Tô brocado: estou com muita fome.
Tô na grade: tô esperando a vez de jogar.
Tô na roça: tô liso, sem grana, sem dinheiro.
Toma-lhe-te: bem feito, levou o que merecia.
Tu é o fona: Você é o último (da vez ou da fila).
Tu é só bafo: só falas mentiras, é um mentiroso.
Tu é leso é?: você está louco, sem noção.
Tu és podre: usa-se para uma pessoa sem vergonha, maliciosa ou fofoqueira.
Tu tá bem na foto: diz-se a uma pessoa quando a mesma está em boa situação.
Ulha: expressão de admiração usada para se referir a algo que chame a atenção.
Vai te lascar: vá se ferrar.
Vou lá em baixo: expressão usada pelos mais velhos que significa o mesmo que vou ao comércio
Vou me quebrar com aquela gata: vou ficar, namorar, paquerar com aquela mulher.

Caso sabia mais alguma expressão paraense, deixe nos comentários para que possamos adicioná-las.

Nenhum comentário

Encontrou algum erro na postagem acima? Comunique-nos deixando um comentário. A equipe do Porta E7 agradece.

Tecnologia do Blogger.