12 famosos que conseguiram dar a volta por cima


A fama sem sobra de dúvidas é algo fantástico: o artista trabalha duro, recebe uma resposta do público e acaba ganhando espaço na mídia; é um sonho se realizando. Mas para muitas pessoas, essa mudança radical em suas vidas acaba sendo um problema, e celebridades acabam se envolvendo em escândalos, e como sempre a mídia em cima para relatar tudo.

A revista "Monet" elaborou uma lista com 12 famosos que se envolveram em escândalos mas conseguiram dar a volta por cima  (como um pássaro que ressurge das cinzas)  quando todos acreditavam que isso seria impossível. Confira:

Britney Spears: O colapso da cantora em 2008, depois de ficar careca e perder a guarda dos filhos, parecia o ponto final de sua carreira. Mas Britney pareceu se recusar a ser uma vítima de seu prematuro estrelato e, depois de chegar a seu ponto mais baixo, brilhou ainda mais intensamente nas paradas de sucesso. Ela tornou-se a 8ª artista feminina a vender mais álbuns nos EUA e conseguiu um contrato de 15 milhões de dólares para ser jurada no programa The X Factor em 2012. 

Charlie Sheen: Depois de romper com os produtores de Two a Half Men e abandonar a série que fazia dele um dos homens mais bem pagos por episódio na televisão, muitos acharam que Sheen havia afundado sua carreira. Mas nada, nem seu comportamento indomável, parece capaz de afastar Charlie Sheen de seu público. Sua nova série de tv Tratamento de Choque é um sucesso de audiência e está em sua segunda temporada. 

Demi Lovato: Quem diria que a doce protagonista de Camp Rock (2008) enfrentaria tantos problemas nos anos seguintes? A atriz perdeu seu posto de estrela da Disney ao enfrentar problemas de bulimia, auto-mutilação e teve que ser internada em uma clínica de reabilitação. Mas como o título de seu álbum de 2011, Unbreakable, Demi não é tão frágil quanto parece. Em 2012, seu single Skyscraper chegou a décima posição no ranking Billboard de músicas mais populares e ela foi contratada como jurada do programa The X-Factor, dando uma novo impulso em sua carreira.

Drew Barrymore: Depois de tornar-se famosa ainda criança com filmes como E.T. (1982) e Chamas da Vingança (1984), Drew enfrentou problemas com drogas que resultaram em duas internações em clínicas de reabilitação. Da década de 90 em diante, porém, ela deixou seu passado turbulento para trás e fez diversas comédias românticas bem sucedidas - entre elas Nunca Fui Beijada (1999) e Como se Fosse a Primeira Vez (2004). Além disso, fundou uma produtora bem sucedida, a Flower Films.

John Travolta: Depois de sucessos como Os Embalos de Sábado à Noite (1977), Grease – Nos Tempos da Brilhantina (1978) e Cowboy do Asfalto (1980) parecia que Travolta transformava tudo em sua volta em uma mina de ouro. Mas por dez anos, esse feitiço se desfez e durante boa parte da década de 80 ele se viu envolvido em fracassos consecutivos. Porém, foi quando todos pareceram abandoná-lo que Quentin Tarantino - um dos fãs do ator, quem diria - olhou para ele e ressuscitou sua carreira com o inesquecível Pulp Fiction (1994).

Mark Wahlberg: No início da década de 90, Wahlberg era líder de uma banda e mais conhecido como Mark Marky. Apesar de ter tido certo reconhecimento por sua música tendo aparecido ao prêmio de 1992 da Mtv, por exemplo, ele enfrentava problemas com drogas e já havia sido preso diversas vezes; entre as causas, tentativa de assassinato e agressão. Em 1996, ele finalmente tomou as rédeas de sua vida como protagonista de Medo e não teve mais problemas com a lei desde então. Neste ano, ficou em quarto lugar na lista da Forbes de atores mais bem pagos de Hollywood.

Martha Stewart: Martha Stewart tinha uma reputação invejável como mulher de negócios até 2004, quando foi condenada a cinco meses de prisão por uma fraude em uma de suas transações. Depois de ter cumprido sua pena, ela trabalhou na reconstrução do que havia perdido. O carro chefe foi o lançamento de seu programa diário de televisão The Martha Stewart Show.

Michael Richards: O ator mais conhecido como Cosmo Kramer de Seinfeld chegou a um dos pontos mais baixos de sua carreira ao fazer um comentário racista durante uma apresentação de stand-up de um clube em L.A. Os presentes no local acharam a situação extremamente ofensiva e um vídeo do momento foi divulgado na internet. Depois disso, Richards foi até um programa de entrevistas americano dizer que sentia muito pelo ocorrido. A volta dele a boas produções foi gradual, tendo participado de alguns episódios de Curb Your Enthusiasm e agora recebendo uma nova chance de mostrar que não perdeu seu senso de humor na série ainda não lançada Kirstie. 

Mickey Rourke: Durante a década de 80, com filmes como Quando os Jovens se Tornam Adultos (1982) e O Selvagem da Motocicleta (1983), Rourke construiu o que parecia uma sólida carreira como ator. Em 1991, porém, ele resolveu largar a profissão para se tornar um boxeador profissional. Seus problemas com álcool e drogas tornaram-se conhecidos e pareciam tê-lo consumido por completo até que em 2005 ele fez sua volta a filmes de grande bilheteria de Hollywood com Sin City. Depois disso ainda foi indicado ao Oscar por O Lutador em 2008 e se diz sóbrio.

Robert Downey Jr.: Desde o início de sua carreira Downey Jr. chamava atenção pelo talento e comportamento imprevisível, amigos do ator o descreviam como um amável tornado. Entre 1996 e 2004 ele teve vários confrontos com a lei ao ser preso portando cocaína, maconha e heroína. Depois desse período conturbado, ele lutou para manter-se sóbrio e reconstruir sua carreira conseguindo sua grande chance de voltar a figurar entre os astros de Hollywood com Homem de Ferro (2008). E conseguiu. Neste ano, ele apareceu em primeiro lugar na lista dos atores mais bem pagos de Hollywood da revista Forbes, tendo arrecadado 75 milhões de dólares em 2012.

Sean Penn: Quando Madonna foi ao hospital após ser golpeada na cabeça por seu então marido, Penn, com um taco de baseball em 1987, a carreira do ator e sua imagem pública ficaram desacreditadas. Depois de atuar em alguns filmes sem grande repercussão, ele só voltou a ter seu trabalho mundialmente aclamado ao ser nomeado ao Oscar por sua interpretação de um assassino racista em Os Últimos Passos de um Homem (1995). 

Vanessa Williams: Vanessa foi a primeira afro-americana a ser, em 1983, coroada Miss America. Porém, pouco tempo depois, fotos nuas dela foram divulgadas por uma revista de celebridades sem sua autorização, o que a forçou a abdicar de sua coroa antes do previsto. Depois do escândalo ela mudou o rumo de sua carreira e fez trabalhos bem sucedidos atuando no teatro, cinema e televisão. 

Nenhum comentário

Encontrou algum erro na postagem acima? Comunique-nos deixando um comentário. A equipe do Porta E7 agradece.

Tecnologia do Blogger.