O descaso da Sony com o mercado de games do Brasil


Nas últimas semanas, vimos notícias sobre o lançamento do PlayStation 4 que não são nem um pouco animadoras para o mercado de games do Brasil, que se encontra em constante acensão. O preço do Xbox One já não agradou (R$ 2.199,00), e, se você achou caro o preço do novo console da Microsoft, é melhor preparar o bolço mais ainda se pretende pegar o novo video game da Sony: o PlayStation 4 custará no lançamento R$ 3.999,00 no país (vale ressaltar que o Xbox One é 100 dólares mais caro que o PS4 lá fora).

O Brasil é hoje o quarto maior mercado de games do mundo, o país já fatura mais que o Reino Unido, Alemanha e Espanha; mas parece que a Sony não dá muita importância para isso. Para efeito de comparação, o Xbox 360 começou a ser fabricado no Brasil em 2011, já o PlayStation 3 teve sua fabricação local somente neste ano. Isso é muito importante para o pais: além do corte de preço nos consoles, após da ação da Microsoft e da Sony a grande maioria dos jogos chega hoje no Brasil dublado ou com legendas em português.

Em julho deste ano, a Sony disse que queria lançar o PS4 no Brasil por menos de mil reais, algo que todos nós sabíamos que não aconteceria, já que o PS3 beria os mil reais. Outra nota que não agradou muito foi o fato da empresa japonesa ter anunciado jogos de lançamento do PS4 por R$179 e duas semanas depois informa que o preço será de R$ 199,99.

A Microsoft mais uma vez sai na frente: o Xbox One já está sendo fabricado no país, porém custará R$ 100 mais caro que o seu lançamento (segundo a empresa devido a variação do dólar), já para o PS4 somente planos da Sony de fabricá-lo aqui. Não estamos aqui para defender nenhuma empresa, apenas retratar uma indignação. A Sony poderia ter se esforçado mais um pouco no lançamento do seu console no quarto maior mercado de jogos do mundo.

Para finalizar, o Wii U completará um ano de lançamento agora em novembro e nada de lançamento no Brasil até hoje. O presidente da Nintendo na América disse que o console deverá ser lançado no Brasil até o fim de 2013, mas sem nenhuma data certa.

Tudo bem que a nossa carga tributária não ajuda muito, mas você não acha que passou da hora de darem uma atenção especial para o mercado brasileiro?

Nenhum comentário

Encontrou algum erro na postagem acima? Comunique-nos deixando um comentário. A equipe do Porta E7 agradece.

Tecnologia do Blogger.