Como detectar e evitar problemas nas unhas


As nossas unhas são compostas por uma proteína chamada queratina, e, necessita de hidratação com cremes e óleos. Para manter suas unhas saudáveis, não é recomendado o uso de sapatos apertados e de bico fino, pois podem acabar descolando a unha; e meias de nylon, pois elas absorvem o suor e aumentam as chances de micoses e fungos. Para os adeptos ao esmalte, e bom deixa-la sem esmaltes de vez em quando para que ela possa "respirar" e não ficar tão ressecada.


Clorações:
As próximas informações servem como um alerta para você, um dermatologista sempre deve ser procurado para saber qual realmente é o seu problema.

► Unha esbranquiçada: Uma alteração na matriz da unha  por conta de disfunções renais, anemia, uso de medicamentos ou traumas na hora de retirar a cutícula podem ser a explicação. Manchas também podem surgir espontaneamente.

► Unha amarela: Ocorre devido ação de fungos, pelo aumento de betacaroteno (pigmento presente na manga, mamão, cenoura, beterraba e abóbora), além do uso de remédios ou esmaltes que pigmentam a lâmina da unha.

► Unha azul ou avermelhada: Neste caso, pode ser o resultado de doenças autoimunes, que acabam aumentando os vasos na cutícula podendo deixar as bordas avermelhadas. Pode ser também pelo fato de usar medicamentos, psoríase (lesão crônica da pele) ou alterações vasculares.

► Unha marrom:  Pode ser decorrente de traumas ou fungos, sendo mais comuns em pessoas negras, e nos dedos dos pés, devido ao uso de sapatos apertados. Se chegar a atingir toda a unha pode ser um sinal de melanoma (tipo de câncer de pele).

Cutículas
As cutículas são uma proteção de nossas unhas, o ideal é não retira-las, porque dá chance a entra de micro-organismos. Um fato interessante é que quanto mais se tira, mais o corpo forma cutícula na região.

No pé, a cutícula nunca deve ser retirada, há ricos de infecções por fungos ou bactérias, tudo porque a região costuma ficar abafada e é lavada poucas vezes por dia.

Unhas Encravadas
Em quase todos os casos, as unhas encravam devido a cortes errados nas unhas. A forma correta de se cortar as unhas é a reta; a forma arredondada aumenta o risco da unha encravar. Outro fator que pode encravar as unhas é a anatomia  dos dedos (mais gordinhos dos lado); quando o segundo dedo do pé encosta no dedão, a tendência é que o dedão fique mais "fofo".

Para finalizar, não cutuque as unhas encravadas. Se doer, vá a um médico (de preferência um dermatologista ou um clínico geral), porque a área pode estar infectada.

Nenhum comentário

Encontrou algum erro na postagem acima? Comunique-nos deixando um comentário. A equipe do Porta E7 agradece.

Tecnologia do Blogger.