Desvendando a história do ctOS


Em 2003 um apagão atingiu o nordeste dos Estados Unidos, por causa de uma falha da companhia elétrica, deixando mais de 55 milhões de pessoas no escuro. O resultado foi a morte de 11 pessoas. Algum tempo depois foi descoberto que tudo foi causado por um hacker, que carregou um vírus que sobrecarregou toda a rede elétrica. A Blume Corporation, uma gigante da tecnologia, passou a investir na segurança e em 2011 lançou o ctOS.

O ctOS, sigla de The Central Operating System (Sistema Operacional Central em português) é um software que controla toda a rede de informações da cidade de Chicago, incluindo os dados pessoais de seus habitantes. Todos os rastros das pessoas que estão na cidade ficam registrado na base de dados do ctOS.

Os dados do ctOS são transmitidos via wireless por meio de torres espalhadas por toda a cidade. Estas torres também estão ligadas a um satélite, que em caso de emergência, pode desligar todo o sistema.


O ctOS liga toda a infraestrutura de segurança pública a um ponto central. O sistema é focado em eficiência do tráfego, eco-desenvolvimento, telecomunicações e controle da criminalidade trouxe notáveis ​​benefícios para os cidadãos, como incluir os trajetos mais curtos para os motoristas, reduzir os índices de criminalidade, tornar a cidade mais limpa, dentre outros.

Existem grandes polêmicas envolvendo o ctOS: quem controla o sistema que controla toda Chicago? As grandes empresas utilizam dados armazenados pelo software para aumentar ainda mais os seus lucros? Ainda é possível ter privacidade? O sistema é realmente seguro?

Tudo isso é explorado por Watch Dogs, com um foco especial na última pergunta. Hackers conseguem burlar a segurança do ctOS, podendo desta forma ter acesso a inúmeras informações e ainda tomar conta de quase toda a cidade. O protagonista do jogo, Aiden Pearce, faz uso deste "poder" para tentar solucionar seus problemas.

Nenhum comentário

Encontrou algum erro na postagem acima? Comunique-nos deixando um comentário. A equipe do Porta E7 agradece.

Tecnologia do Blogger.