Quantum Break chama a atenção pela sua evolução


Se teve uma jogo que chamou a atenção na edição de 2015 da Gamescom, este jogo foi Quantum Break! Quando a Microsoft anunciou que adiaria o game para 2016, inúmeros jogadores ficaram desapontados, mas depois da feira europeia, deu para perceber que espera vai valer a pena.

O novo projeto da Remedy Entertainment promete inovar, oferecendo aos jogadores uma experiência totalmente nova: no jogo de tiro em terceira pessoa, o jogador será capaz de manipular o tempo. Confira abaixo o gameplay mostrado na Gamescom:



Game + Série de TV
Quem teve a oportunidade de jogar Alan Wake, também desenvolvido pela Remedy, viu como o jogo adotou um formato muito similar aos seriados de TV. Pois bem, este conceito estará novamente presente em Quantum Break, porém de uma forma muito mais profunda. O jogo não será baseado apenas em cutscenes, mas sim em algo muito mais grandioso.


Para contar a história do colapso temporal e da rivalidade entre os irmãos Jack Joyce e Paul Serene, o estúdio fará uma mistura entre o game e série. Em um evento, fechado para a imprensa, Sam Lake, escritor e principal mente por trás do jogo, explicou como tudo funcionará: "Você joga o primeiro ato do game, e no final desse primeiro ato, tem que tomar uma decisão. Depois de tomar essa decisão, você desbloqueia o primeiro capítulo do nosso seriado".

Cada um dos episódios da série possui 22 minutos, e oferecerá ao jogador uma visão totalmente diferente dos acontecimentos. Jack Joyce será o protagonista do jogo, e a série girará em torno do ponto de vista de Paul Serene, mostrando assim os dois lados da história. Você não conseguirá desbloquear os capítulos da série sem jogar, mas caso não queira assistir, você poderá saltá-los. "Quem jogar sem assistir vai perder uma boa parte da história, e pode tomar decisões erradas ao longo do caminho por causa disso", alertou Lake.

"Quantum Break é uma história sobre conflitos entre filosofias. O antagonista fatalista pensa que o futuro não pode ser alterado, independentemente do motivo, e o protagonista acha que isso é falso. O jogo é focado na visão do herói, enquanto que a série de TV foca na perspectiva do vilão''.


A série e o jogo contarão com atores conhecidos do cinema e da TV estadunidense, como Dominic Monaghan, (Lost e O Senhor dos Anéis), Shawn Ashmore (X-Men), Lance Reddick (Fringe e The Wire) e Aiden Gillen (Game of Thrones).


As decisões não mudam apenas o final do jogo
As decisões que você tomar ao longo da sua jogatina não alterará somente o final do jogo, mas também o rumo da série. Apesar de conter apenas 88 minutos de vídeo, foi necessário filmar muito mais do que isto, tendo em vista as diversas escolhas que o jogador poderá fazer. Está ai um motivo para você jogar Quantum Break de novo, e descobrir os outros rumos que o jogo e a série podem ganhar.


Controle o tempo
O colapso no tempo é à base de todo o enredo, e será também uma de suas armas. Você pode mexer no tempo para tentar impedir um acontecimento, mas também poderá fazer uso dele durante os combates, como você pode ver no primeiro vídeo deste artigo.


"Os poderes do tempo são representados por ícones no lado direito da tela. Cada um tem sua própria barra de recursos, que se esgota quando você usa, e que recarrega ao longo do tempo". Sam Lake ainda deu mais detalhes sobre estes poderes:
• Time Blast: ele quebra o tempo em uma área específica com resultados destrutivos.
• Time Rush: permite ser executado enquanto o tempo está congelado, escapando do perigo mortal.
• Time Dodge: uma Dash rápida para fora da trajetória definida.
• Time Shield: uma bolha protetora que pode ricochetear balas.
• Time Stop: congela o tempo em uma área de foco, incluindo adversários e objetos.

Uma das coisas que merece ser destacado é que o game conta com a consultoria dos cientistas do CERN, centro de pesquisas em física experimental da Suíça, que ajudou na criação da Internet e construiu o Grande Colisor de Hádrons. Essa parceria deve deixar a física do jogo incrível.


Mudança de protagonistas
Se você conhece Quantum Break há mais tempo, deve ter notado que o personagem principal do jogo foi alterado. Muitas pessoas questionaram o que havia acontecido com o ator que dava vida ao personagem principal, será que todo o seu trabalho foi desperdiçado?


Sam Lake fez questão de esclarecer a mudança: "Sean Durrie, cujo modelo de personagem que usamos nos trailers originais e outras coisas, ainda está no jogo, ele está apenas interpretando um personagem diferente chamado Nick Marsters. Muito disso tem a ver com quanto tempo é preciso para criar um modelo de alta resolução e realmente fazê-lo funcionar corretamente no jogo; às vezes você tem que ir com o que você tem, a fim de ser capaz de mostrar certas coisas em primeiro lugar. Eu sei que não é o ideal, mas teve que ser".


Melhorias gráficas
Atualmente inúmeras críticas vêm sendo feitas em alguns jogos pelo fato deles sofrerem downgrade gráfico, ou seja, a produtora exibe um produto nos vídeos promocionais, e no final entrega algo não tão bonito como fora demonstrado. Mas o que vimos na Gamescom 2015 é que Quantum Break sofreu uma grande evolução.


O trailer acima, mostrado na apresentação da Microsoft, leva o nome "Time is Power", fazendo uma referência ao tema do jogo, e também a grande evolução que o game sofreu. Desta forma, fica bem claro como foi uma jogada certeira da Microsoft adiar o lançamento do jogo em um ano.

Um canal no YouTube comparou os gameplays anteriores do jogo com o que foi demonstrado agora. Podemos ver cenários mais bonitos e cheios de vida, além de movimentações mais fluidas dos personagens. Confira:


Sam Lake ressaltou que este ainda não é o visual final do jogo: "Mas calma: essa demo que vocês viram na Gamescom é bastante 'crua', com pouco mais de seis meses (e todo o polimento) faltando para o lançamento do jogo".


Diretor criativo da Naughty Dog também se rendeu ao game
Pouco após a demonstração de Quantum Break  na Gamescom, o diretor criativo de Uncharted e The Last Of Us publicou no Twitter o que ele tinha achado do jogo.

"Sim. Quantum Break está fantástico. Mal posso esperar para jogar," escreveu Neil Druckmann citando um tweet de Sam Lake logo após a conferência da Microsoft. Pelo jeito o jogo não deixou apenas nós impressionados, não é mesmo?



Lançamento
Quantum Break é um game exclusivo do Xbox One, e chegará ao mercado no dia 5 de abril de 2015. Ansiosos?

Nenhum comentário

Encontrou algum erro na postagem acima? Comunique-nos deixando um comentário. A equipe do Porta E7 agradece.

Tecnologia do Blogger.