110v e 220v: por que o Brasil tem duas tensões?


A maioria dos países tem uma tensão elétrica padrão, mas aqui no Brasil ela varia de acordo com a região do país. Você já parou para pensar porque isto acontece? A resposta para esta questão está no fato da rede elétrica ter sido implementada no Brasil por empresas diferentes, que não tinham um padrão comum de voltagem.

No final do século XIX e começo do XX, quando a instalação elétrica começou a ser feita, as empresas estrangeiras contratadas não tinham um modelo para ser seguido. Nesta época o governo tinha preocupações maiores do que determinar qual tensão elétrica seria empregada em cada cidade.

Sem um padrão, tudo era importado e dois fatores eram determinantes para a escolha de qual voltagem sera utilizada: a origem da empresa e o custo  da instalação (quantidade de pessoas a serem atendidas e o dinheiro gasto com o material e a instalação).

Na região sudeste, a implantação da rede elétrica foi realizada por empresas canadenses, que optaram por instalar a maioria das redes em 110 volts. Já nas regiões norte, nordeste e centro-oeste, a instalação ficou a cargo de empresas originárias da Europa, que adotaram tensões elétricas, predominantemente, em 220v.

A rede de energia elétrica nunca foi padronizada no Brasil, porque depois que todo o serviço pronto, o custo para isto seria altíssimo.

Nenhum comentário

Encontrou algum erro na postagem acima? Comunique-nos deixando um comentário. A equipe do Porta E7 agradece.

Tecnologia do Blogger.