Xiaomi apresenta o Mi 4c, seu novo smartphone top de linha


A Xiaomi apresentou hoje (22) o tão esperado Mi 4c, que chega ao mercado para suceder o Mi 4, lançado no ano passado. A empresa chinesa novamente aposta pesado no fator "custo x benefício", apresentando um aparelho potente, com um preço muito abaixo dos seus principais concorrentes.

O aparelho será vendido em duas versões: uma com 2 GB de memória RAM e 16 GB de armazenamento interno, e a outra com 3 GB de RAM e 32 GB de armazenamento. Ambas as versões virão equipadas com o processador Qualcomm Snapdragon 808 hexa-core de 1.8 GHz com arquitetura de 64 bits, tela Full HD de 5 polegadas e suporte para Dual SIM Micro 4G.
Uma das funções mais interessantes do Mi 4C é a tecnologia "Edge Tap", que permite que o usuário configure determinadas funções para serem ativadas tocando na borda do aparelho. Desta forma, você pode tirar uma foto quando dando um toque na lateral do aparelho, ou fechar a câmera ao dar dois toques. Outra novidade é o "double tap to wake", presente em vários aparelhos disponibilizados no mercado, que ascende a tela ao dar dois toques sobre ela.

Confira as especificações:
Rede
4G (Dual SIM)
Tela
Full HD (1920x1080 pixels) de 5 polegadas, com 441 ppi
Sistema Operacional
Android 5.1 Lollipop, com a interface MIUI 7.0
Processador
Qualcomm Snapdragon 808 hexa-core de 1.8 GHz com arquitetura de 64 bits
GPU
Adreno 418
Memória RAM
2GB ou 3 GB
Armazenamento Interno
16 GB ou 32GB (não expansível)
Câmera Traseira
13 MP, com flash LED duplo (dual tone), HDR e gravação de vídeos em Full HD (1080p@30fps)
Câmera Frontal
5 MP, com gravação de vídeos em Full HD (1080p)
Rádio FM
Sim
Extras
Edge Tap
Bateria
3.080 mAh (não removível)
Dimensões
13.81 x 6.96 cm
Espessura
0.78 cm
Peso
132 g
O aparelho da Xiaomi conta com o USB 3.0 no padrão Type-C, que garante mais velocidade na transferência de arquivos e carregamento da bateria. O Mi 4c, assim como outros aparelhos da empresa, também possui sensor infravermelho, permitindo que você controle sua TV e praticamente qualquer outro aparelho que tenha controle remoto.


Os aparelhos estarão disponíveis em cores: preto, azul, branco, amarelo e rosa. O preço da versão mais básica (2/16 GB) é de US$ 204, enquanto a versão mais completa (3/32 GB) custará US$ 235. Para se ter ideia do preço agressivo da Xiaomi, em uma conversão direta e sem impostos, o modelo mais completo custaria menos de R$ 1.000. A má notícia é que o aparelho deve ser exclusivo do mercado Chinês.

Um comentário:

  1. A Xiaomi já faz um baita sucesso com o Redmi2 , mas já esta na hora de ela apresentar outros aparelhos e mais produtos.

    ResponderExcluir

Encontrou algum erro na postagem acima? Comunique-nos deixando um comentário. A equipe do Porta E7 agradece.

Tecnologia do Blogger.